Pesquisar este blog

"Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina."
Cora Coralina


Esse site é muito bom! Oferece cursos para qualificação profissional em diversas áreas do conhecimento.

Eu aconselho, porque já realizei diversos cursos neste site.

Clique aqui que você será redirecionado para o Portal da Educação:



Cursos Online na área de Pedagogia

segunda-feira, 4 de agosto de 2014

DISLEXIA




Dislexia- distúrbio da aprendizagem caracterizada como dificuldades de leitura e escrita


     Venho por meio deste, atentar pais e educadores referentes à algumas informações de senso comum sobre as causas e diagnóstico de dislexia.

     Essa avaliação deverá ser realizada por uma equipe multidisciplinar para o desenvolvimento do diagnóstico, caso contrário procure outros profissionais.

     Atualmente nos defrontamos com alunos rotulados como disléxicos, sem nunca ter realizado uma avaliação com os profissionais competentes para tal avaliação. Alunos passam a aceitar e apropriar-se desse distúrbio, em decorrência de alguns sintomas que ocorrem no processo de alfabetização de muitas crianças “normais”, que não possuem nenhum distúrbio apenas passam por um processo normal composto por etapas graduais durante a aquisição da linguagem escrita.

     Alguns exemplos de sintomas de dislexia que também fazem parte do desenvolvimento da leitura e escrita de muitas crianças:

-Dificuldades em reconhecer as letras e fonemas;

-Falta de consciência fonológica;

-Erros ortográficos;

-Demora na construção de frases;

-Dificuldades em seguir ordens longas;

-Escrita espelhada;

-Omissão ou acréscimo de letras;

-Dificuldades em soletrar;

-Dificuldades no entendimento de textos;

-Falta de concentração;

-Leitura lenta e pouco fluente;

     Estes fatores realmente são sintomas de crianças disléxicas, porém, essas ocorrências também podem fazer parte do processo de alfabetização de qualquer criança de forma passageira sem que seja caracterizada como uma criança disléxica.

     Então, mesmo que seu filho ou aluno apresente essas características de forma permanente, será necessário que a criança seja submetida à análise de psicopedagogos, psicólogos e fonoaudiólogos para diferenciar se ela tem dificuldades pontuais ou é disléxica.

     Mesmo quando pais e parentes alegam ser um fator hereditário, que já apresentam esse quadro na família, ainda assim será necessária a avaliação multidisciplinar, pois os fatores ambientais e hábitos familiares que não favorecem a alfabetização ou o mundo letrado poderão ser confundidos com fatores biológicos.




Fiquem atentos e conte sempre com a avaliação multidisciplinar!!



                                                     Luana Valentim Lacalendola


Nenhum comentário:

Postar um comentário