Pesquisar este blog

"Feliz aquele que transfere o que sabe e aprende o que ensina."
Cora Coralina


Esse site é muito bom! Oferece cursos para qualificação profissional em diversas áreas do conhecimento.

Eu aconselho, porque já realizei diversos cursos neste site.

Clique aqui que você será redirecionado para o Portal da Educação:



Cursos Online na área de Pedagogia

sexta-feira, 15 de fevereiro de 2013

HIPÓTESES SILÁBICAS


EVOLUÇÃO DA ESCRITA SEGUNDO EMÍLIA FERREIRO

Período Pré Silábico- Inicialmente diferenciam desenhos e letras. Escrevem sem estabelecer critérios sonoros. Colocam mais letras para objetos grandes e menos para objetos pequenos. Normalmente usam as letras do nome para escrever e determinam uma quantidade mínima de letras para qualquer palavra, normalmente três letras.

Período Silábico- Inicia se vínculos da escrita com a pauta sonora.
Nesse período a criança escreve uma letra para uma sílaba.
Silábico sem valor- uma letra para uma sílaba, sem correspondência com a vogal nem consoante.
Ex: macaco- Bca.
Silábico com valor sonoro- Uma letra para cada sílaba, com valor sonoro da sílaba, a criança pode se apropriar do valor da vogal, como da consoante.
Ex: macaco- mcc- valor sonoro das consoantes.
Ex: macaco-aao- valor sonoro das vogais.

Período Silábico-Alfabético – Esse período é marcado pela transição entre o período anterior (silábico) e o período futuro (alfabético).
Momentos estabelecem uma letra para sílaba, outro relaciona a necessidade normalmente da conjunção entre a consoante e a vogal.
Ex: parede- pard
Pato- Pat
Período alfabético- Esse período a criança estabelece na escrita os valores sonoros compreendidos por ela. Serão trabalhados então os  problemas ortográficos, pois no português a identidade do som não garante a escrita correta.

                                                         Luana V Lacalendola

Bibliografia
Bessa, Valéria da Hora. Teorias da Aprendizagem-Curitiba:IESDE Brasil S.A.,2008, 204p.

Nenhum comentário:

Postar um comentário